segunda-feira, 30 de maio de 2016

Resenha: Os Instrumentos Mortais, Cidade das Cinzas

Oioi queridos Caçadores De Sombras, tudo bem com vocês? Espero que sim! Hoje eu começo um novo projeto aqui no blog, e se vocês gostarem, é óbvio que ele vai se repetir.... Eu começo hoje uma semana especial d'Os Instrumentos Mortais, da Cassandra Clare. A resenha do Primeiro livro (Cidade dos Ossos) eu fiz há um bom tempo, então, eu vou deixar o link aqui pra semana ser bem completa.
 A ideia é postar todos os dias da semana sobre os livros, o filme, a série, e no último dia, juntar algumas frases marcantes e papéis de parede e deixar por aqui. Ah, é provável que a próxima semana especial (caso queiram) seja sobre Percy Jackson!!
 Essa semana sobre TMI tem dois motivos: o primeiro é um projeto novo aqui do blog (como eu já havia dito) e um pedido de desculpas por ter passado tanto tempo sem postar nada...
 Enfim, eu vou montar um cronograma e deixá-lo disponível na página, no twitter e no insta, pra que todos possam ter acesso, bom, vou parar de enrolar e vou começar.



BEM-VINDOS À PRIMEIRA SEMANA ESPECIAL DO BLOG LEITURAS DE UMA CACHEADA!!!

Resenha Cidade dos ossos: http://leiturasdeumacacheada.blogspot.com.br/2015/08/resenha-os-instrumentos-mortais-cidade.html (resenha beeeeem antiga huehue)


Aviso importante: Spoilers marcados antes/depois em vermelho ou com um asterisco <3







 Vamos começar... Depois de ir parar numa Ilha bem macabra, resgatar a mãe ( que por sinal continua apagadona) ela precisa dar um jeito de acordá-la (óbvio né) e de derrotar o paizão <3. Então ela vai parar na Dreamhouse da Barbie.... Não, ela não vai parar na Dreamhouse..... então vamos continuar com a resenha. Ah, esqueci.... e para a alegria de todos (sejam bem irônicos nessa parte) o Jace é irmão dela. 


 Sair desse universo tão novo, tão estranho e tão fascinante com certeza seria o mais fácil a se fazer.... Porém, o mias fácil não traz respostas, aventuras e nem acorda Jocelyn do coma. Nem para os assassinatos que estão acontecendo no Submundo. E pra melhorar só mais um pouquinho, a Inquisidora resolve visitar o Instituto, afinal, o filho de Valentim estava lá, e pior, ele podia ter sido o ajudante dele batalha em Renwick.
 (Cuidado, spoiler!)É nesse tempinho depois da Batalha que Clary e Simon ficam juntos (Não gostei muito porque: a) eles não combinam; b)não shippo os dois, c) Sempre preferi ele com a Isabelle; d) Ela é do Jace; e) vou ficar quieta, se não a resenha vai virar uma mini bíblia falando sobre meus motivos).
 Daí chega a parte em que você se ilude, e acha que tudo vai começar a ficar bem KKKK MENTIRA! É nesse exato momento que Valentim rouba a Espada da Alma. O Jace fica preso na Cidade dos Ossos. (Relaxa, acabou aqui).
 Eles fazem uma visita à Corte Seelie, ***Rola um beijinho***.... Eles tentam descobrir pra que Diabos e quem diabos quer o sangue submundano.... Rolam uns encontrinhos em família...Aí aparece uma garota muito louca chamada Maia, ela é licantrope e muito top. Aí chega a parte quente... 
(Alerta: Spoiler na área) É nesse momento que uma (outra) batalha vai começar, dessa vez, no navio capirotal do Valentim. ***sem mais detalhes, porque eu não quero tirar a emoção deles*** (Fim do spoiler) No fim, o navio vai por água abaixo.  Ahhh, e a Madeleine, dizendo que pode ajudar Jocelyn.....


O fim desse livro foi maravilhoso, aliás, o fim é sempre maravilhoso! Gostei bastante de conhecer o Max (Irmão caçula dos Lightwood), e entendi a dor deles, até a dor do Jace e da Clary, imaginem, se apaixonar, encontrar o amor da sua vida, e de repente, descobrir que ela/e é sua/seu irmã/ão? Eu, particularmente ficaria acabada, mas,ninguém ia precisar saber disso...

Bom gente, essa é a primeira resenha da semana especial, espero que vocês gostem, até amanhã! Um grande beijo literário e eu fuuui <3 








Nenhum comentário:

Postar um comentário